qualidade da água - Wasser Br

A água é um item essencial para todas as etapas de um processo de produção industrial e a qualidade dela pode interferir diretamente no padrão de um produto, principalmente no ramo alimentício. O uso de água contaminada pode acarretar em sérios problemas de saúde para os consumidores e gerar uma crise capaz de encerrar as atividades de uma empresa.

Para garantir a saúde dos seus negócios, trouxemos neste post algumas formas de você contornar os problemas da qualidade da água da sua indústria. Quer saber quais? Continue a leitura!

Mantenha um padrão de água potável na sua indústria

De acordo com a Portaria 2.914/11 do Ministério da Saúde, é considerada como água potável aquela que não oferece riscos à saúde humana, sendo necessário identificar os seguintes parâmetros:

  • análise da cor, odor, sabor e outros atributos;
  • quantidade de coliformes totais e fecais;
  • concentração de compostos químicos nocivos como: arsênio, cádmio, chumbo, mercúrio, nitrato, benzeno, agrotóxicos, entre outros;
  • concentração de toxinas como as microcistinas e as saxitoxinas;
  • presença de radioatividade.

Fique atento aos riscos da água de má qualidade

Uma água que apresente uma grande concentração dos tópicos anteriores é considerada danosa à saúde. A presença de alguns microrganismos patogênicos podem ocasionar doenças como a Gastroenterite, Hepatite A, Cólera e Febre Tifoide.

A presença desses microrganismos pode ainda alterar a cor, textura e sabor de alimentos, alterando inclusive as suas características nutricionais, e a contaminação por substâncias químicas ou metais pesados podem causar intoxicações.

Além do mais, o acúmulo desses materiais pode acarretar em problemas operacionais, uma vez que pode se acumular, entupir ou corroer tubulações.

Wasser - Água para Indústria-min

Como contornar os problemas da qualidade da água da sua indústria?

Existem algumas maneiras de sanar os problemas com a qualidade da sua água. Veja alguns:

Saiba a procedência da sua água

Muitas indústrias optam por ter a sua própria rede de abastecimento de água ao invés de utilizar o sistema público. Assim, elas evitam ficar reféns da suspensão de fornecimento.

Apesar da água da rede pública já ser tratada em conformidade com os padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

Tenha garantia que sua água está no padrão que você precisa

Se a sua indústria prefere ter sua própria rede de abastecimento, certamente você já deve contar com uma empresa séria e capaz de realizar o monitoramento da qualidade da água, bem como o tratamento para customizá-la para o padrão que sua empresa necessita.

Contudo, essa preocupação deve se estender também às indústrias que utilizam a água da rede pública. Afinal, é necessário garantir o padrão de qualidade da da água também no seu armazenamento e durante a distribuição.

Por isso, se sua indústria não conta com um sistema próprio de tratamento de água, é hora de repensar buscar uma empresa que forneça este recurso no padrão ideal que você precisa.

Estabeleça um controle de qualidade

Hoje, já é possível realizar o monitoramento da qualidade da água em tempo real por meio da Telemetria. Com o auxílio de relatórios personalizados, você pode ter na palma da sua mão um diagnóstico preciso e determinar exatamente que tipos de procedimentos deve realizar para manter o padrão da sua água, garantindo a produção e a segurança do seu produto.

São muitos os problemas que você pode ter que contornar para garantir a qualidade da água na sua indústria. Mas, para cada um deles a Wasser tem uma solução personalizada.

Uma das pioneiras no Nordeste, a Wasser atua no mercado de inteligência de água desde a década de 70. Sempre se reinventando e buscando respostas para os desafios do setor.

Teve um problema com a qualidade da água da sua indústria? Chama a Wasser que ela tem a solução! Conheça mais os nossos serviços!

Captação Subterrânea da perfuração à legalização do poço - Wasser

Como realizar uma Captação Subterrânea: da perfuração à legalização do poço

A escassez de água e a alta do seu preço têm feito com que empresas e residências acabassem recorrendo à perfuração de poços. Segundo dados do Instituto Trata Brasil, há no país 2,5 milhões de poços artesianos. Entretanto, apenas 12% deles são legalizados, o que representa um risco para o abastecimento hídrico.

Se você também está considerando a construção de um poço artesiano, é essencial entender como se dá a captação subterrânea: da perfuração à legalização do poço. Saiba mais sobre o tema e tire todas as suas dúvidas!

A perfuração de um poço artesiano

Conhecer bem o local onde se pretende realizar a perfuração é o primeiro passo para a captação subterrânea. É preciso entender a geologia do terreno para evitar alterações no custo ou até na execução da obra.

Para um poço legalizado, é necessária uma área de 6 metros de largura e 22 metros de comprimento. Além do mais, deve-se estar a, pelo menos, 20 metros de qualquer fossa para que sua água seja potável.

Em casos de construções nas proximidades do poço, é essencial que se faça uma contenção para evitar desmoronamentos ou contaminação por meio de tubos de isolamento sanitário.

Há três tipos de perfurações:

1. Perfuração rotativa

Neste método, uma broca perfura o solo injetando uma haste e uma coluna de perfuração. Se tudo correr bem, o tubo é revestido e suas paredes cimentadas.

2. Perfuração à percussão

É um método utilizado em rochas muito duras, na qual a perfuração convencional é ineficiente. Nesse processo é necessário o uso de uma ferramenta, o trépano, que eleva e lança pesos sobre a rocha a fim de esmagá-la, gerando um furo circular.

3. Perfuração roto-pneumática

Utilizando um martelo aliado a uma broca rotacional em alta frequência, é possível triturar a rocha e realizar a captação de água subterrânea.

A próxima etapa é retirar os resíduos para liberar a passagem do maior volume de água possível, essa limpeza é feita por um compressor ou uma bomba submersa. Na sequência é realizada a cimentação e a proteção sanitária, além da instalação da bomba. O próximo passo é realizar um diagnóstico da água encontrada.

Teste de vazão e análise de água

É fundamental que a vazão do poço esteja em conformidade com os valores hidrodinâmicos estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), padrão DAEE, DNPM e outros órgãos.

Uma amostra de água é coletada durante este teste e levada para análise em laboratório especializado que avaliará se está dentro das especificações do Ministério da Saúde – conforme Portaria de Consolidação nº 5, de 28/09/2017.

Legalização do poço

Um poço artesiano ilegal é crime e pode implicar em uma multa de até R$ 10 mil e detenção de 01 a 06 meses, de acordo com a Lei 9.433/97, instituída pela Política Nacional de Recursos Hídricos.

A atividade sem licença pode resultar em danos ao meio ambiente, poluindo ou secando lençóis freáticos, por isso a necessidade de autorização pelos órgãos competentes.

A Outorga, autorização de um poço, entretanto, dá o direito de utilização da água e não a posse sobre ela. Logo, essa licença pode ser suspensa em casos de seca extrema ou pelo descumprimento dos seus termos.

Para conseguir a Outorga são necessárias algumas medidas antes e depois da perfuração do poço. Acompanhe!

Perfuração de Poço Artesiano - Wasser

Documentação necessária antes da perfuração

Licença de perfuração tubular profundo

Nesse documento constam as principais informações sobre o poço que se pretende furar como: dados geológicos da área, finalidade, detalhes do projeto, entre outros.

Estudo de Viabilidade de Implantação

O EVI, como também é conhecido, realiza um estudo do impacto que esse novo poço causará na área medindo a demanda atual e futura, avalia a capacidade da reserva, além de aspectos hidrogeológicos locais.

Parecer técnico

Esse documento é obtido junto ao órgão de meio ambiente e avalia os riscos de contaminação da reserva de água.
Documentação necessária após a perfuração

Quem não sabia da necessidade de legalização de um poço e já o construiu, precisa procurar os órgãos ambientais para solicitar as seguintes documentações:

Outorga de direito do uso de recurso hídrico

É a licença propriamente dita, nela são registradas as informações do poço como:

  • Sua capacidade;
  • Qualidade da água;
  • Regime de funcionamento, e;
  • Destino dessa exploração.

Cadastro do poço na Coordenadoria de Vigilância Sanitária (Covisa)

É um documento que verifica se o poço está com as atividades dentro dos parâmetros exigidos pela legislação em vigor.

Cadastro junto ao Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNARH) da Agência Nacional de Águas (ANA)

Aqui há o registro de todos os dados do poço desde a sua construção à captação da água subterrânea.

Ou seja, embora a longo prazo a captação de água subterrânea seja uma excelente forma de economia para sua indústria ou residência, é preciso que todo o projeto seja realizado por empresas especializadas e devidamente cadastradas no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA).

Como escolher uma empresa para realizar a captação Subterrânea

Na hora de escolher a empresa que fará seu poço, opte por quem realmente conhece o lençol aquífero e será capaz de desenvolver o melhor projeto.

Desta forma, você assegura que estará cumprindo as exigências legais da perfuração à legalização do poço. Evitando problemas futuros não só a título de penalidades, mas até mesmo de contaminação ou má qualidade da água.

Então, por falar em qualidade da água, já ouviu sobre o Dr. Água da Wasser? Saiba mais sobre esse método de diagnóstico e o que ele pode fazer por você!

 

Abrir mais Artigos
Descubra o perfil de consumo de água da sua empresa. Quero reduzir meus custos

Pronto para ser mais eficiente?